Você está aí, com sua barba desproporcional ao rosto, calças estampadas de moletom, colares de pedra, discussões infindáveis sobre signos, empatia latente pelo ser humano, e ainda pensando em entrar na área de tecnologia. Você definitivamente é de humanas, não tem nenhuma habilidade com números, mal sabe instalar o antivírus no computador. Como é que isso vai ser possível?

 

entrar na área de tecnologia

 

Vai, acredite. Qualquer um pode entrar na área de tecnologia de forma humana, leve e estimulante. O que basta é apenas duas coisas: vontade e o lugar certo. Vem junto com a gente e mostramos pra você como não é preciso ter o dom pra saber se virar em tecnologia, e como isso é cada vez mais necessário.

 

Tecnologia não é um monstro de sete cabeças, nem de uma

É muito natural para a maioria das pessoas que têm pouco contato com tecnologia pensar que ela é um monstro de sete cabeças, que todo mundo que consegue entender uma linha de código tem poderes sobrenaturais.

 

A verdade é que se fosse isso mesmo, ninguém saberia lidar com ela. Ninguém gostaria tanto de trabalhar com tecnologia. Não seriam desenvolvidas milhares de novas ferramentas, programas e plataformas todos os dias pelo mundo. Então o primeiro passo é saber que, se tanta gente nesse mundo consegue, não é assim tão impossível.

 

E em um contexto de empresas que precisam cada vez mais planejar, entender métricas, realizar testes A/B, entender links, automatizar ações, melhorar a performance, entre outras coisas, saber lidar com as ferramentas que facilitam tudo isso será muito bom para você!

 

Você não precisa mudar sua personalidade para trabalhar com tecnologia

Quer ser programador e não tem intenções em se tornar o garoto prodígio do vale do silício ou o nerd que come besteira o dia todo? Tudo bem! Tecnologia é pra todo mundo. Você provavelmente já está em contato com isso no seu dia a dia (celular, redes sociais, aplicativos, computador, entre outros), conhecer como isso é feito, qual a programação por trás, vai possibilitar um uso mais consciente, que vai além do simples consumo.

 

A tecnologia não é um objetivo final, ela é um meio para resolver problemas. Quanto mais pessoas de áreas diferentes estiverem em contato com ela, mais problemas de naturezas diferentes serão resolvidos. Você pode encontrar soluções para os seus problemas diários, para seu ramo de atuação ou para seu meio social, problemas que outras pessoas de exatas podem não ver.

    

Sou de humanas e aprendi, você também pode

A Thaís Kuga, mulher da área de humanas, é exemplo disso. Ela participou do nosso bootcamp Aprenda a Programar em um Final de Semana e criou durante o curso um aplicativo chamado 3 Marias, projeto que você pode acompanhar aqui. Este aplicativo de “caronas à pé” para mulheres funciona da seguinte forma: se você pega o metrô à noite e está se sentindo insegura para ir andando sozinha para casa, o aplicativo faz uma combinação (match) entre você e outra mulher que está por perto para vocês caminharem juntas até o destino. O aplicativo já saiu até em notícia no portal da Band UOL. Veja o depoimento da Thais aqui:

 

 

Ainda está desconfiado? Então vem ver aqui o depoimento da Ângela, fotógrafa e formada em Comunicação Social, que aprendeu a programar no Mastertech.

 

O Coursera, Codeacademy, W3Schools e Codeschool são alguns dos lugares que você pode pesquisar para fazer alguns cursos, desde iniciantes até os mais avançados, gratuitos, pagos e até com certificado. Você ainda é muito de humanas para isso, certo?

 

aprender a programar

 

Tecnologia também se trata de relações humanas

Parece que entrar na área de tecnologia é isso: fazer cursos pelo computador, com pessoas distantes e essa frieza toda. Pois viemos aqui te dizer que não, não é. Para aprender algo que não estamos habituados a lidar, é preciso criar um ambiente agradável, aberto, disponível a nos ouvir e nos ajudar.

 

Ensinar tecnologia também é ser de humanas, ter empatia pela incompreensão do outro e estar sempre incentivando a troca de ideias. Quer ver isso acontecendo de verdade? Conheça como funciona o nosso bootcamp para Aprender a programar em um final de semana clicando aqui e venha ser uma pessoa de humanas que entende de tecnologia com a gente!

 

Sou de humanas e quero entrar na área de tecnologia: o que faço?
4.9 (98.33%) - 12 votos
Você pode também gostar