Como programar em equipe pode ser possível? O que acontece se você trabalha em padrões de código de uma maneira e a outra pessoa de outra? E se ambos pensarem na mesma solução e trabalharem ao mesmo tempo nela sem saberem? Não seria uma perda de tempo? Como é possível estar sempre ligado no que o outro está fazendo e organizar as tarefas?

 

Parece maluco, mas é bem possível e proveitoso codificar com outras pessoas. Assim como em outros projetos, será enriquecedor compartilhar ideias para a prototipação e conhecimentos na hora da codificação. Mas se ligue, algumas coisas precisam ser estabelecidas.

 

Como programar em equipe sem o código virar bagunça

A principal dúvida é essa: como é que mais de uma pessoa, com tipos diferentes de códigos e estruturas irão conseguir juntar o que fizeram sem virar uma bagunça?

 

O primeiro passo para programar em equipe é criar padrões. Reúna-se com a equipe para dividir o projeto em módulo, estabeleça uma interface entre estes módulos, defina as funções de cada um deles e os parâmetros que serão criados para elas. Além disso, não se esqueçam de:

 

  1. Criar um documento com todos os padrões estabelecidos, se certificando de que eles englobam o que toda a equipe deseja para a plataforma;
  2. Designar um responsável por monitorar o código de forma que estes padrões sejam seguidos e organizados;
  3. Sempre avaliar a entrada de novos membros que se adequem aos padrões estabelecidos, assim como que possam trazer ideias que possam melhorar o que já foi definido.

 

Ferramentas que irão ajudar vocês a dominarem o projeto em equipe

O trabalho é em equipe, mas nem tudo se organiza só com a força humana. Existem diversas ferramentas que desenvolvimento de software que funcionam para um time. A metodologia Scrum é uma delas. Se sua equipe estiver trabalhando a distância, mantenham sempre um chat ligado para compartilhar o que estão fazendo e indicar bugs ou soluções. O Slack pode ser uma boa alternativa para este chat, dividindo as conversas entre os módulos.

 

Para organizar ainda melhor as atividades em equipes e projetos maiores, o Trello também pode fazer uma grande diferença. Você pode dividir suas abas em partes como:

 

 

  • Referências ou recursos: todos os arquivos que são necessários para acessar com frequência, como o de padrões de código definidos.
  • Sprint Backlog: listas de tarefas que precisam ser completadas durante o sprint, com indicações para o membro da equipe responsável.
  • Blocked: impedimentos externos que criam dependências para que o trabalho da equipe aconteça.
  • Em progresso: todos os módulos gerais que estiverem em andamento, com possíveis anotações sobre o que deve ser feito.
  • Bug report: todos os problemas encontrados no código que precisam ser resolvidos, designados a pessoa responsável.
  • Done: tudo o que já foi concluído e não precisa mais de revisão.

 

 

A essência da programação em equipe

Como em qualquer tipo de relação, a chave de ouro para um time de desenvolvimento é a comunicação. Fale o tempo todo, o máximo que puder. Se comunique sempre que for necessário e quando não for também! Resolvam as coisas, sentem-se um do lado do outro ou compartilhem telas para entender realmente o que está acontecendo.

 

Principalmente, façam revisões constantes do código, sigam os padrões estabelecidos no começo e aproveitem a oportunidade de compartilhar ideias sobre as dúvidas que tiverem em qualquer etapa. Essa é a parte mais gostosa de qualquer código feito em equipe, além dos empurrões que cada um pode dar ao outro para seguir confiantes. Prepare os dedos e go team!  

 

como programar

 

Como programar em equipe: código também faz parceiros de time!
5 (100%) - 1 voto
Você pode também gostar