Vamos dizer que você é um executivo de uma grande corporação. Suas responsabilidades específicas incluem garantir que todos os seus funcionários tenham o hardware e o software corretos de que precisam para realizar seus trabalhos.

 

Comprar computadores para todos não é o suficiente, você também precisa adquirir licenças de software para fornecer aos funcionários as ferramentas necessárias. Sempre que você tiver uma nova contratação, precisará comprar mais software ou certificar-se de que sua licença de software atual permita outro usuário. É tão estressante que fica difícil dormir todas as noites.

 

Entretanto, pode haver uma alternativa para executivos como você. Em vez de instalar um conjunto de softwares para cada computador, você só teria que carregar um aplicativo. Esse aplicativo permitiria que os funcionários fizessem login em um serviço baseado na web que hospeda todos os programas que o usuário precisaria para seu trabalho.

 

As máquinas remotas pertencentes a outra empresa executariam de tudo, desde e-mail a processamento de texto e até programas complexos de análise de dados. Isso chama-se cloud computing ou computação em nuvem.

 

O que é cloud computing?

 

A computação em nuvem refere-se ao compartilhamento de recursos, software e informações por meio de uma rede, neste caso a Internet. As informações são armazenadas em servidores físicos mantidos e controlados por um provedor de computação em nuvem. Como usuário, você acessa suas informações armazenadas na nuvem através da Internet.

 

Em um sistema de computação em nuvem, há uma significativa mudança na carga de trabalho. Os computadores locais não precisam mais fazer todo o trabalho pesado quando se trata de executar aplicativos.

 

A rede de computadores que compõem a nuvem os manipula. As demandas de hardware e software do lado do usuário diminuem. A única coisa que o computador do usuário precisa ser capaz de executar é o software de interface do sistema de computação em nuvem, que pode ser tão simples quanto um navegador da web.

 

Há uma boa chance de você já ter usado alguma forma de computação em nuvem. Se você tiver uma conta de e-mail com um serviço baseado na web, como o Hotmail, o Yahoo! Mail ou Gmail, então você já teve alguma experiência com computação em nuvem.

 

Em vez de executar um programa de e-mail no seu computador, você faz login em uma conta da web remotamente. O software e o armazenamento da sua conta não existem no seu computador, estão na nuvem de computadores do serviço.

 

Modelos de cloud computing

 

Existem modelos específicos de cloud computing que podem ser implantados nos ambientes, conforme a necessidade e o tipo de aplicação de cada organização. Cada uma das formas apresenta características singulares e vantagens próprias. Esses modelos se dividem em quatro categorias:

 

Privado

 

Indicado para empresas que tenham interesse em um serviço de cloud personalizado e de maior segurança. Essa nuvem é construída exclusivamente para um único usuário (uma empresa, por exemplo).

 

A nuvem privada simplifica a administração de desktops, controla os aplicativos acessados, reduz os custos com taxas de licenciamentos desnecessárias, entre outras vantagens. De forma geral, o modelo oferece para a empresa maior controle sobre sua infraestrutura

 

Público

 

Esse é o modelo padrão de cloud computing. A nuvem pública é executada por terceiros e sua infraestrutura pertence a um provedor externo que armazena e mantém seus dados. A categoria é baseada  no pay-per-use, ou seja, a empresa contratante paga apenas o quanto usar dos recursos de cloud, implicando diretamente na redução de custos de capital inicial.

 

Comunitário

 

O cloud comunitário possui infraestrutura compartilhada por um grupo de organizações que possuem interesses em comum (missão, política, jurisdição etc). O modelo pode ser administrado pelas próprias empresas ou por terceiros.

 

Além disso, a infraestrutura pode ser interna ou externa às empresas. Os custos são distribuídos pela quantidade de usuários do sistema, sendo o custo relativamente intermediário com relação as nuvens pública e privada.

 

Híbrido

 

O modelo híbrido é uma combinação de nuvem pública e privada. A cloud híbrida possui a vantagem de manter os dois modelos à disposição da empresa, dessa forma, permite que eles sejam usados conforme a necessidade de recursos. É uma boa opção para empresas que precisam aumentar a capacidade de seu servidor esporadicamente.

 

Vantagens do cloud computing

 

1. Acesso de qualquer lugar

 

A computação em nuvem aumenta a mobilidade, já que você pode acessar seus documentos de qualquer dispositivo em qualquer parte do mundo. Para as empresas, isso significa que os funcionários podem trabalhar em casa ou em viagens de negócios, sem ter que carregar documentos. Isso aumenta a produtividade e permite troca mais rápida de informações. Os funcionários também podem trabalhar no mesmo documento sem precisar estar no mesmo lugar.

 

2. Mais armazenamento

 

No passado, a memória era limitada pelo dispositivo. Se você ficasse sem memória, você precisaria de uma unidade USB para fazer backup de seu dispositivo atual. A computação em nuvem oferece mais armazenamento, para que você não tenha que se preocupar com a falta de espaço em seu disco rígido.

 

3. Fácil configuração

 

Você pode configurar um serviço de computação em nuvem em questão de minutos. Ajustar suas configurações individuais, escolher uma senha ou selecionar quais dispositivos você deseja conectar à rede é muito simples. Depois disso, você pode começar a usar os recursos imediatamente.

 

4. Atualizações automáticas

 

O provedor de computação em nuvem é responsável por garantir que as atualizações estejam disponíveis, basta baixá-las. Isso economiza seu tempo e você não precisa ser um especialista para atualizar seu dispositivo.

5. Custo reduzido

 

A computação em nuvem costuma ser barata. O software já está instalado online, então você não precisará instalá-lo por conta própria. Existem inúmeros aplicativos de computação em nuvem disponíveis gratuitamente, e o aumento do tamanho do armazenamento e da memória é acessível.

 

Se você precisar pagar por um serviço de computação em nuvem, ele será pago em uma base mensal ou anual. Ao escolher um plano que não tem contrato, você pode encerrar seu uso dos serviços a qualquer momento. Ou seja, você paga apenas pelos serviços quando precisa deles.

 

Desvantagens do cloud computing

 

1. Segurança

 

Ao usar um serviço de computação em nuvem, você está essencialmente entregando seus dados a terceiros. O fato de a entidade, assim como os usuários de todo o mundo, estarem acessando o mesmo servidor, pode causar um problema de segurança. As empresas que lidam com informações confidenciais podem ficar particularmente preocupadas com o uso da computação em nuvem, já que os dados podem ser prejudicados por vírus e outros malwares.

 

Dito isso, alguns servidores, como o Google Cloud Connect vêm com filtragem de spam personalizável, criptografia de e-mail e fiscalização de SSL para acesso HTTPS seguro, entre outras medidas de segurança.

 

2. Privacidade

 

A computação em nuvem vem com o risco de que usuários não autorizados acessem suas informações. Para se proteger contra isso, os serviços de computação em nuvem oferecem proteção por senha e operam em servidores seguros com tecnologia de criptografia de dados.

 

3. Perda de controle

 

Entidades de computação em nuvem controlam os usuários. Isso inclui não apenas quanto você tem que pagar para usar o serviço, mas também quais informações você pode armazenar, onde acessá-las e muitos outros fatores. Você depende do provedor para atualizações e backups. Se, por algum motivo, o servidor deixar de funcionar, você corre o risco de perder todas as suas informações.

 

4. Confiança na Internet

 

Embora o acesso à Internet esteja cada vez mais difundido, ele ainda não está disponível em todos os lugares. Se a área em que você está não tiver acesso à Internet, você não poderá abrir nenhum documento armazenado na nuvem.

 

A computação em nuvem é uma tecnologia relativamente nova que só se tornará mais difundida. Ela oferece muitas vantagens que podem beneficiar imediatamente você e sua empresa.

 

Se você decidir entender melhor como o cloud computing funciona, o serviço provavelmente se desenvolverá mais à medida que os problemas forem resolvidos. Além disso, o custo cai à medida que mais pessoas adotam a tecnologia. Quer entender os bastidores do cloud computing? Vem conhecer o curso de tecnologias emergentes da Mastertech!

 

Cloud Computing: como a computação em nuvem funciona?
Avalie esse post
Você pode também gostar