O futuro que existe no inconsciente coletivo já chegou. Já podemos nos localizar apenas com o uso de um aplicativo, visualizar informações locais por meio de dispositivos, conversar com nossos aparelhos e objetos. Já podemos jogar em movimento, interagir de forma instantânea com diversos lugares do mundo a partir de som, imagem e até sensações.

 

Mas nem tudo são flores. Ainda existem muitos campos habitáveis nas novas tecnologias e inúmeras oportunidades de tornar tudo mais fluído, natural, intuitivo. Quer explorar essas tecnologias emergentes? Vem com a gente!

 

Internet das coisas

 

tecnologias emergentes

 

A internet das coisas está na lista de tecnologias emergentes já faz alguns anos, e não é por pouco. Na teoria, a IoT irá conectar todos os nossos dispositivos, criando uma harmonia simples e funcional. Nós ainda não conseguimos chegar neste ponto com uma boa usabilidade.

 

Grande parte do trabalho da IoT nos últimos anos esteve focado em criar uma casa inteligente (smart hub). Uma multiplicidade de tecnologias wireless e plataformas já foram desenvolvidas para suprir as necessidades de uma casa inteligente, mas essa tecnologia ainda está tornando o dia a dia mais difícil ao invés de facilitar.

 

Por esse motivo, a internet das coisas ainda é um campo imenso para ser explorado. É preciso pensar em soluções mais funcionais para o cotidiano, solucionando problemas antigos e novos gerados pelo avanço das próprias tecnologias.

 

AI e Automação

 

tecnologias emergentes

 

A automação não é nada antiga quando se trata dos negócios. O que conhecemos de automação vem dos serviços aos consumidores que somos forçados a utilizar sempre que precisamos de ajuda. Este tipo de serviço não irá acabar, mas promete melhorar bastante.

 

Graças a sistemas melhores de AI e chatbots que entendem contextos como um todo, teremos conteúdos e soluções mais personalizadas e rápidas. Mais trabalhos serão automatizados, mais pessoas serão necessárias para gerenciar essa automação.

 

Realidade Virtual e Aumentada

 

tecnologias emergentes

 

O mundo físico e o virtual já estão se confundindo, e vão se misturar ainda mais. A realidade virtual nos acertou em cheio em 2016. Mas ao contrário do que se pensava, não iremos caminhar pelo mundo com headsets como o Google Glass.

 

O crescimento da realidade virtual e aumentada se vê principalmente no direcionamento por meio de mapas que nos levam exatamente para o que estamos procurando. A realidade aumentada de objetos virtuais chegará para nós por nossos smartphones. Ferramentas de pesquisa já possibilitam a busca por imagens, permitindo que você aponte a câmera para algum lugar e busque por informações sobre o que reflete em sua lente.

 

Não resta dúvida de que um dos maiores campos de exploração dentro da realidade virtual e aumentada é o de jogos. O Pokémon Go veio nos provar isso, e esperamos ver esse boom para outros jogos muito logo.

 

Impressora 3D

 

tecnologias emergentes

 

Impressoras 3D estão rodando por aí a quase meia década, mas os preços e sua funcionalidade ainda eram uma dúvida para a distribuição. Isso deve mudar especialmente neste ano, pelo que já pudemos ver.

 

Uma impressora 3D decente já pode ser encontrada por $200-300, metade do custo de um ano atrás. Os preços devem cair cada vez mais, permitindo que essa tecnologia chegue a pessoas de diversos setores, sendo utilizadas para novos propósitos.

 

Com impressoras 3D, o jeito que produzimos, consumimos e acumulamos coisas poderá mudar drasticamente. Um pouco assustador, muito excitante!

 

Big Data

 

tecnologias emergentes

 

A big data também tem sido discutida pelos últimos 5 anos, quando começou a se destacar como uma palavra altamente comentada. A ideia é que uma quantidade em massa de dados coletados, que agora nós temos acesso, pode nos ajudar desde o planejamento de melhores tratamentos médicos até a execução de melhores campanhas de marketing.

 

Mas a principal força da Big Data, seu poder quantitativo e fundação numérica, é também sua principal fraqueza. Em 2017, as esperanças são para o uso da Big Data de forma mais humanizada, buscando utilizá-la de forma empática e qualitativa, de forma mais transparente e acessível à todos.

 

Quer começar a se preparar para realmente fazer parte deste futuro? Participe dos nossos próximos bootcamps de programação em Belo Horizonte, Rio de Janeiro e São Paulo!

 

como aprender a programar

5 tecnologias emergentes mais relevantes no momento
4.7 (93.33%) - 6 votos
Você pode também gostar