5 minutos de leitura

Você provavelmente já começou algum dia pegando papel e caneta e fazendo uma lista de atividades que precisam ser realizadas. Essa simples tarefa é um princípio básico para organizar a mente, delinear atividades e ajudar na priorização das mais importantes. Quando um novo dia começa, uma nova lista precisa ser criada.

 

Nesse mesmo sentido, uma prática similar surgiu com muita força no final de 1940 nas fábricas da Toyota. A Toyota começou a estudar supermercados com a ideia de aplicar técnicas de prateleira nos processos da fábrica. Ao perceberem que os funcionários dos supermercados apenas reabasteciam as prateleiras quando o produto estava perto de se esgotar, a fábrica adotou a mesma prática de produzir apenas o que era necessário.

 

Essa técnica de produção puxada, onde cada operação é alimentada pela demanda da etapa anterior, foi nomeada de kanban e sinalizada a partir de cartões visuais que indicavam os passos seguintes no processo de fabricação.

 

O que é o Kanban?

 

Kanban é uma palavra de origem japonesa que significa “cartão” ou “sinalização”. Essa palavra deu origem a um método que oferece uma série de práticas para reduzir atividades desnecessárias, melhorar a comunicação da equipe e facilitar a visualização das práticas em um projeto.

 

De forma prática, o kanban é um quadro com anotações que ajuda a assimilar e a controlar o progresso de suas tarefas de forma visual. Essas anotações são normalmente dispostas em post-its e, ao término de cada tarefa, o papel é puxado para a etapa seguinte até que a mesma seja finalizada.

 

kanban

Simples assim.

 

Ao olhar para um quadro Kanban é muito fácil enxergar como o seu trabalho e da sua equipe estão para entender o que deve ser feito a seguir. Se você já usou o Trello, provavelmente está bastante familiarizado com essa metodologia ágil sem nem saber de onde ela veio. Agora você sabe.

 

kanban

 

É só isso?

 

Sim, o conceito é só esse. Na prática, entretanto, dá para ir muito além com o Kanban. Por ser um dos métodos de desenvolvimento de software menos prescritivo, o kanban se adapta a qualquer tipo de tarefa e cultura organizacional. E não precisa largar mão de métodos ágeis que incentivam a flexibilidade, é só aliar um ao outro.

 

O kanban é uma direção que pode ser aplicada de onde você estiver e que, apesar de muito simples, auxilia muito na visualização do fluxo de trabalho, na noção de limites com relação ao número de atividades designadas, na gestão de tarefas, feedbacks e controle de qualidade.

 

Para você ter uma noção de como essa metodologia agile funciona dentro do desenvolvimento de software, por exemplo, veja o quadro kaban a seguir:

 

kanban

 

Deu para entender o quanto essa metodologia é adaptável? Com o método kanban é possível melhorar a gestão de mudanças com menor esforço, visualizar projetos dentro de um processo simplificado, reduzir custos e tempo dos ciclos e melhorar a comunicação da equipe.

 

Quer conhecer mais sobre as metodologias ágeis para começar a implementar o kanban em seus projetos? Vem assistir a live online e gratuita com a Camila Achutti apresentando tudo sobre o assunto de um jeito bem simples! É só fazer sua inscrição para acessar o conteúdo aqui.

 

Kanban: a metodologia ágil mais simples e presente em nossas vidas
Avalie esse post
Você pode também gostar