Mastertape #9: Adjetivo Foda: Modo de Usar

Temos um episódio sobre Aretha Franklin em nosso podcast.

Se existem mulheres mais interessantes do que ela, na música, são poucas, raríssimas.

Símbolo da luta pelos direitos civis, apoiou o reverendo King em toda sua trajetória, cantou em seu funeral e fez Obama chorar.

Aretha é a rainha do soul.

Cantava pelos seus iguais, colocou a luta pela causa em primeiro lugar e exerceu seu papel de representatividade.

Aretha não fugia.

Era admirada por cantar exatamente aquilo que fazia.

Não existia espaço pra ficção ou metáfora.

Era uma mulher de ação. Se ela cantava, era de verdade.

Essa característica visceral fez Aretha criar um dos hinos daquela época, a histórica “Respect”.

Essa música havia sido composta originalmente por Ottis Redding, mas foi com Aretha que ela ganhou a entonação crua e emocional, com direito a soletrar energicamente cada uma de suas letras.

R — E — S — P — E — C — T .

Ela ainda fez uma pequena modificação na letra, acrescentando uma linha com uma expressão que reforçava a entonação sobre o respeito que era exigido.

A little respect (sock it to me, sock it to me, sock it to me, sock it to me)

Aretha tocou fundo no coração e na alma dos negros americanos.

Era tudo que eles queriam.

Respeito.

E alguém que cantasse por eles.

Aretha é liderança pelo exemplo, se você precisar explicar o conceito pra alguém.

Ela é foda, no uso correto da palavra.

Para tanto, para reforçar como um adjetivo deve ser usado, vamos citar um anti exemplo, descrito brilhantemente pelo genial Ariano Suassuna.

Respeitem Aretha. Respeitem Ariano.

Siga a Mastertech no Spotify e acesse a playlist com a Mastertape completa!

A ampliação de repertório é uma das das coisas mais importantes para nós. Acreditamos na capacidade de promover conexões e traçar paralelos em diversos contextos, inclusive na música e na cultura. O mais importante é mudar a lente buscar novos enquadramentos.

Os cursos abertos da Mastertech também têm essa função. Visite o nosso site e veja as próximas datas!

A ampliação de repertório é uma das das coisas mais importantes para nós. Acreditamos na capacidade de promover conexões e traçar paralelos em diversos contextos, inclusive na música e na cultura. O mais importante é mudar a lente buscar novos enquadramentos.

Os cursos abertos da Mastertech também têm essa função. Visite o nosso site e veja as próximas datas!

Deixe uma resposta