Quando se trata de se provar profissionalmente, é importante mostrar e contar. Afinal, 90% das informações que nosso cérebro processa são visuais e pesquisas mostram que usar recursos visuais aumenta em 43% a chance de convencer as pessoas a fazer o que você quer.

 

Por isso ter um portfólio atrativo é tão importante. Tanto para tentar atrair novos clientes, quanto para a dar aos empregadores a sensibilidade sobre as suas competências,melhorar a sua marca pessoal ou a tornar-se mais visível na web.

 

E a melhor parte? Você não precisa ser um designer gráfico para saber como criar um portfólio atraente. Confira algumas dicas abaixo para mostrar para que você veio, não importa em qual setor você esteja.

 

1. Descubra o que você está mostrando

 

Antes de descobrir como mostrar seu trabalho, você precisa entender o que deseja que os outros vejam. Mesmo que você tenha feito muito mais trabalhos do que possui em seu currículo, você deve ser igualmente seletivo em relação ao que inclui.

 

Afinal, as pessoas têm limitações de atenção e você só quer deixar amostras do que melhor demonstra seu talento e sua experiência. O trabalho que você escolhe mostrar deve ser o tipo de trabalho que você deseja ser contratado para produzir.

 

Se você ainda não tiver uma lista principal ou uma coleção de seu trabalho, comece fazendo uma. Em seguida, classifique os projetos em termos de quão impressionantes eles são e escolha os 10 principais. Lembre-se de procurar vários projetos que mostrem um serviço ou uma habilidade diferente.

 

Você também deve levar em consideração o que você está tentando realizar. Você está usando seu portfólio para melhorar seu currículo? Você está usando para atrair novos clientes? Concentre-se nos projetos relacionados aos tipos de clientes com os quais deseja trabalhar. Você está usando isso para se estabelecer como um líder em seu campo? Mostre o seu trabalho que mais chama a atenção.

 

Se você trabalha em uma função não-visual

 

Trabalhar em uma função em que seu produto não é visual, como vendas, gerenciamento de produtos e afins, não impede que você tenha um portfólio para exibir suas coisas. Você só precisa pensar um pouco mais criativamente.

 

Existem processos que ajudaram você a criar e algumas visualizações simples podem ajudar a explicar? Você poderia enviar relatórios, boletins ou atualizações de status que mostram o progresso de seus projetos? Insira o que conseguir de forma criativa, clara e com propósito.

 

Se você está fazendo uma transição e ainda não tem exemplos de seu trabalho

 

E se você estiver tentando fazer a transição para uma nova linha de trabalho e quiser listar esse serviço em seu portfólio, mas ainda não tem amostras? Tente criar coisas do zero para você.

 

Se você é um profissional de marketing de conteúdo que deseja começar a oferecer infográficos patrocinados, crie um infográfico para um cliente imaginário. Ou se você for um freelancer procurando expandir-se para a redação financeira, escreva um artigo que funcione em uma de suas publicações de destino. Ter algo para mostrar, mesmo que não seja para uma empresa ou cliente real, ainda será poderoso para representar suas habilidades.

 

Se alguns de seus melhores trabalhos são exclusivos e você não pode compartilhá-los

 

Às vezes, você terá um contrato com um cliente em que não poderá compartilhar o trabalho que realizou ou alguns de seus projetos envolverão informações sigilosas de empresas.

 

Normalmente você pode contornar este obstáculo descrevendo o projeto em termos genéricos. Por exemplo, em vez de dizer o nome da empresa, escreva: “Há um ano e meio eu venho melhorando a visibilidade da marca escrevendo posts de blog ricos em SEO e rodando 5 contas de mídia social”. Então escreva um artigo falso ou um post no Facebook e use isso como sua evidência visual.

 

2. Mantenha-o simples

 

Quando se trata de mostrar suas coisas, menos é definitivamente mais. Sugerimos que você apresente seus projetos em um formato simples, com a opção de examinar cada um individualmente para ver mais detalhes e dar contexto às pessoas sobre seu trabalho.

 

É claro que, mesmo quando você mantém as informações mínimas, seu portfólio ainda pode parecer ocupado. Afinal, cada projeto provavelmente tem um design, um esquema de cores ou um formato diferente.

 

Ao juntar todas as suas diversas amostras de trabalho em um só lugar, experimente algumas ferramentas de criação de portfólio online para desenvolver táticas e tornar as informações mais coesas e não visualmente avassaladoras para o espectador.

 

3. Facilite a navegação

 

Outra maneira de tornar seu portfólio mais fácil para os leitores navegarem? Use categorias. Quando você tem muito trabalho para mostrar, colocar tudo em uma página pode ser esmagador.

 

Também pode ser enganoso. Por exemplo, se os três primeiros projetos estiverem relacionados à estratégia digital, os clientes em potencial poderão presumir que você não oferece outros serviços e perder os projetos de desenvolvimento web mais abaixo na página.

 

Procure utilizar o recurso de “filtro” para que você e seus potenciais empregadores possam ver mais facilmente os diferentes projetos em que trabalhou.

 

4. Lembre-se que não é apenas sobre o seu trabalho

 

Embora seu trabalho anterior seja um aspecto crítico quando alguém pensa em trabalhar com você, é importante lembrar que essa pessoa não está procurando contratar seu trabalho, mas sim a pessoa que fez isso.

 

Um bom portfólio é ainda melhor quando inclui um pouco sobre sua história, histórico e com que tipo de pessoa você gosta de trabalhar. Então, como você está trabalhando para criar seu portfólio, não esqueça as páginas dedicadas a quem você é.

 

Como criar um portfólio envolvente para qualquer profissão
Avalie esse post
Você pode também gostar